Serena sofre para fechar, mas conquista seu 20º título de Grand Slam

Número 1 do mundo está a duas taças de igualar o recorde de Slam da alemã Steffi Graf

Todo o drama que a norte-americana Serena Williams fez antes da final com a tcheca Lucie Safarova ficou apenas para a hora de fechar o jogo deste sábado. A número 1 do mundo começou muito bem, mas se complicou na hora de selar a vitória e precisou de três sets para faturar seu  20º título de Grand Slam, triunfando com parciais de 6/3, 6/7 (2-7) e 6/2.

Campeã também em 2002 e 2013, Serena levantou sua terceira taça no torneio. O saibro parisiense é onde ela teve menos sucesso entre os quatro principais eventos do circuito, somando seis conquistas na Austrália, cinco em Wimbledon e seis no Aberto dos Estados Unidos.

Do outro lado, Safarova disputava pela primeira vez uma final de Grand Slam. A tcheca nunca havia chegado tão longe em um torneio deste porte, tendo como resultado mais expressivo até então a semifinal de Wimbledon no ano passado. Seu prêmio de consolação será uma inédita vaga no top 10, aparecendo na sétima colocação no próximo ranking.

A tcheca terá uma outra oportunidade para não deixar Paris de mãos abanando. No domingo, Safarova se juntará à norte-americana Bethanie Mattek-Sands para a disputa da final de duplas contra a australiana Casey Dellacqua e a cazaque Yaroslava Shvedova.
Serena entrou em quadra sob dúvidas de como estaria fisicamente, uma vez que não estava se sentindo bem nos últimos dias. A norte-americana pegou uma gripe, não falou com a imprensa depois da vitória na semifinal contra a suíça Timea Bacsinszky e chegou até a cancelar os treinos na véspera da final por não estar se sentindo bem.

Com uma tática bem clara de não dar ritmo à rival, Serena soltou o braço desde o começo do jogo e tentou ao máximo encurtar os pontos. A estratégia deu certo, ela não foi ameaçada uma vez sequer em seus serviços no primeiro set e conseguiu uma quebra em duas oportunidades, que foi suficiente para abrir o placar.

A norte-americana começou com tudo no segundo set, chegou a sacar em 4/1 e com duas quebras de vantagem quando deu uma deslizada. Safarova aproveitou o momento errático de Serena, devolveu as duas quebras e voltou para o jogo. A tcheca perdeu o saque no 11º game, mas novamente se salvou quando a rival sacou para o jogo e acabou sendo premiada com a vitória no tiebreak.

Safarova manteve o embalo e chegou a fazer 2/0 no terceiro set. Foi então que a norte-americana resolveu reagir e rumar para a vitória. Depois de perder os dois primeiros games, ela venceu seis games e finalmente finalizou o confronto.

O título deste sábado fez Serena igualar a compatriota Billie Jean King em número de conquistas. As duas norte-americanas venceram 67 taças na carreira e dividem a sexta colocação. A maior campeã de todos os tempos é a tcheca naturalizada norte-americana Martina Navratilova com 167.

Em relação a troféus de Grand Slam, a atual número 1 do mundo é a segunda que mais venceu na Era Aberta. Seus 20 títulos ficam atrás apenas dos 22 da alemã Steffi Graf.
Fonte: UOL São Paulo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Programação completa da Semana Cultural Festa Baile do Carmo 2017

Americana se apaixona por rapaz na balada e descobre que ele é príncipe

Espetáculo A SOGRA QUE PEDI A DEUS