Majestade o primeiro negro do JN

Eterna Memória: Majestade
Fonte: Cartão Verde
Rodolfo Bonventto
30 agosto de 2013

Jorge da Silva conquistava todos pela sua simpatia e pela maneira carinhosa com que se referia às pessoas. É por isso que o simples nome dele não indica a personalidade que foi o “Majestade”, já que era assim que ele ficou conhecido pelo público e pelos colegas de trabalho.

Jorge da Silva, o Majestade, começou a carreira como locutor no início dos anos 1950, e logo se destacou na Rádio Jornal do Brasil com o programa “Pergunte ao João”, um dos maiores sucessos do rádio brasileiro no final dos anos 1950 e início dos anos 1960.

Com sua voz possante e aveludada, ideal para o rádio naquela época, Majestade conquistou facilmente uma oportunidade na televisão. E ela veio em 1965, quando se tornou o primeiro negro a apresentar um telejornal, na então iniciante TV Globo, e que iria ser o precursor do “Jornal Nacional”, ao lado de outros craques como Cid Moreira, Heron Domingues, Petronio Gontijo e Murilo Nery.


Além da voz possante, Majestade também tinha uma dicção perfeita e uma simpatia contagiante, o que fez com que ele superasse qualquer preconceito na sua carreira como locutor e noticiarista.

Ele morreu muito cedo, com apenas 47 anos, após sofrer um infarto enquanto dirigia seu automóvel na entrada do Túnel Rebouças, no Rio de Janeiro. Jorge da Silva voltava do Jardim Botânico, sede da TV Globo, onde acabara de apresentar mais um telejornal noturno.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Programação completa da Semana Cultural Festa Baile do Carmo 2017

Americana se apaixona por rapaz na balada e descobre que ele é príncipe

Espetáculo A SOGRA QUE PEDI A DEUS